Como promover a sustentabilidade nos supermercados?

Publicado em segunda, 10 janeiro 2022
Como promover a sustentabilidade nos supermercados?

Ano novo é um bom momento de assumir novas posturas no setor supermercadista e os gestores devem estar atentos a isso. É preciso investir e aperfeiçoar ações que melhorem a experiência de compra, fidelizando a clientela e impulsionando as vendas. E entre as tendências para o varejo em 2022, a sustentabilidade nos supermercados figura em todas as listas. Isso significa que os supermercadistas precisam assumir o compromisso com o desenvolvimento sustentável, ou seja, buscar rentabilidade, mas preocupando-se com o meio ambiente e preservando seus recursos. Ao agir assim, os estabelecimentos tornam-se socialmente responsáveis e ficam em sintonia com seu público, cada vez mais adepto do consumo consciente.

Mas de que maneira o conceito de sustentabilidade pode ser aplicado nos supermercados? Que ações devem ser implantadas para atender a essa clientela que valoriza organizações preocupadas com o meio ambiente?

A seguir, listamos algumas práticas que promovem a sustentabilidade nos supermercados, diminuindo os impactos ambientais.

Acompanhe!

 

1.Prefira fornecedores com responsabilidade ambiental

Se o supermercado quer se tornar ecologicamente correto, uma boa medida é privilegiar fornecedores que também têm esse compromisso ambiental. Aproxime-se daqueles que forneçam produtos ecológicos, orgânicos e de baixo impacto à natureza.

Vale a pena trabalhar com marcas que não agridam o meio ambiente. De acordo com a Pesquisa Vida Saudável e Sustentável, do Instituto Akatu, 65% dos entrevistados esperam que as empresas tenham metas para tornar o mundo melhor e a grande maioria deseja que as organizações realizem operações que não degradem a natureza (79%).

Nesse sentido, os supermercados podem optar, por exemplo, por fornecedores que embalam seus produtos com materiais recicláveis. Essa prática substitui as embalagens plásticas que são de difícil decomposição e poluem oceanos, lixões e aterros sanitários. Atualmente já há diversas opções de embalagens desses tipos de materiais, como cartão kraft ou papel texturizado.

Os estabelecimentos também podem buscar quem fornece produtos biodegradáveis (que se decompõem naturalmente e não poluem o meio ambiente) e que sejam fabricados com baixo consumo de água, energia e matéria-prima.

Ainda vale a pena ter fornecedores cujas operações não incluam o uso excessivo de defensivos e substâncias proibidas ou nocivas à saúde e ao meio ambiente.

 

2. Invista na reciclagem dentro dos supermercados

Não se pode falar em sustentabilidade sem a adoção de práticas de reciclagem. Dentro dos supermercados é possível reaproveitar uma série de materiais ou dar a eles a destinação correta. Papel, plástico, sobras de verduras e legumes e outros itens que iam para o lixo, aguardando a coleta de limpeza pública, podem ser tratados nos próprios estabelecimentos.

 

Veja um exemplo

Neste supermercado de Rondônia, por exemplo, a reciclagem de materiais já é uma realidade, evitando desperdícios, acúmulo de lixo e mau-cheiro. De acordo com o funcionário Clóvis Fumagalli, a cultura da reciclagem foi incorporada à empresa e todos entendem a importância dela: “Todos os colaboradores já sabem que precisam separar o lixo corretamente. Os novos funcionários já observam essa conduta e nos ajudam a manter esse trabalho”, resume.

Para aderir à reciclagem, é importante fazer um estudo de quais sobras podem ser reaproveitadas e de que maneira. Frutas, legumes, verduras e outros alimentos, por exemplo, que estejam com aparência diferente, mas em bom estado e dentro do prazo de validade para consumo, podem ser comercializados com desconto. Esses produtos podem, ainda, ser recolhidos e enviados para empresas especializadas no tratamento de material orgânico, passando pelo processo de compostagem e gerando um excelente adubo.

A instalação de estações de reciclagem é outra medida que pode ser adotada pelo supermercado. Manter locais para a coleta de pilhas, baterias, medicamentos, cartuchos, lâmpadas e óleo de cozinha é uma iniciativa que beneficia os clientes e o meio ambiente. Para os primeiros, o supermercado oferece um local para o descarte correto de seus resíduos e para o segundo, um menor impacto, evitando que tais materiais acabem despejados na natureza sem tratamento, contaminando solos e águas.

Além disso, o supermercado pode criar uma estratégia de Marketing Verde com a instalação das estações, como fez essa rede, em parceria com uma marca de sabão em pó. O estabelecimento dá ao cliente a possibilidade de ganhar produtos ou descontos quando ele deposita os materiais nas estações de reciclagem. Há um sistema de pontos que podem ser trocados e que dependem do tipo e do peso do material entregue.

 

3. Evite as sacolas plásticas para transportar produtos

As sacolas de plástico são verdadeiras vilãs na poluição do meio ambiente, visto que demoram cerca de 200 anos para se decomporem. Dentre os seus malefícios, elas entopem bueiros nas cidades, poluem rios e oceanos e, nas matas, podem causar a morte de animais. Além disso, o plástico das sacolas é feito com polietileno, substância originada do petróleo que quando se decompõe libera gás carbônico e polui o ambiente, contribuindo com o efeito estufa.

Por isso, um supermercado sustentável deve evitar o uso delas, estimulando que sua clientela traga uma sacola de casa, reaproveite as caixas de papelão do estabelecimento ou compre sacolas reutilizáveis, à venda no próprio supermercado. Em alguns casos, o estabelecimento pode até cobrar pelas sacolas plásticas, como medida para evitar o uso exagerado e conscientizar a clientela.

 

4. Adote a energia solar em seu supermercado

Ao instalar painéis solares, o supermercadista fará uma economia considerável, pois a energia elétrica é muito mais cara. O sistema solar é ideal para os supermercados porque eles possuem grandes áreas livres nos telhados das lojas e nos estacionamentos.

Os painéis solares têm uma vida útil longa, em média superior a 30 anos, e possuem baixo custo de manutenção. Sendo assim, no fim do mês isso pode significar uma redução de até 95% na conta de energia.

Como se vê, existem várias medidas que podem promover a sustentabilidade nos supermercados. Adotando algumas estratégias ecologicamente corretas, os estabelecimentos têm um enorme ganho de imagem junto à clientela. Além disso, firmam seu compromisso em avançar, protegendo o meio ambiente.

Gostou do assunto e quer se inteirar de outros temas ligados ao setor supermercadista? Veja em nosso blog “As inovações do varejo na era digital”.

 

QUEM VIU ESTE ARTIGO TAMBÉM VIU

Newsletter

Faça parte da Comunidade VR! Receba dicas e conteúdos sobre supermercados

CONTATO MATRIZ
19 3442-7600 | 19 3701-6520
Plantão:
19 4040-4040 | 19 3442-7600

Ver Unidades

ENDEREÇO MATRIZ
Rua Narciso Gonçalves, nº 59
Jd. Cidade Universitária
Limeira-SP | CEP 13484-646

Ver Unidades