O que é big data e como ela impacta nos resultados do seu supermercado?

Publicado em quarta, 02 junho 2021
O que é big data e como ela impacta nos resultados do seu supermercado?

Acompanhe por aqui tudo que você precisa saber sobre Big Data. E quais as vantagens de implementar essa tecnologia que permite processamento de um grande volume de informações com alta performance.

 

Afinal, o que é big data?

 

Big data é um termo em Tecnologia da Informação que trata sobre grandes conjuntos de dados processados e armazenados a cada segundo.

O conceito parece algo novo, no entanto, antes de existir qualquer meio digital ou tecnologia computacional, os dados já eram gerados.

A diferença, é que atualmente geramos uma quantidade maior de dados, através de dispositivos celulares, notebooks, e até mesmo pelas Tv’s.

 

A tecnologia permite que vários dispositivos se conectem ao menos tempo. E então, geram entre si mais dados que serão processados e transformados em informações úteis.

Aliás, eles são originados de diferentes fontes, internas e também externas. Como cadastro de clientes, análises de mercado, redes sociais ou processos internos dentro de uma empresa.

 

Isso é Big Data! Dados com maior variedade que chegam em volumes crescentes e em velocidade cada vez maior.

Em outras palavras, ele é utilizado para definir um grande conjunto de ferramentas de TI que permitem a captura, a análise e a catalogação de registros em tempo real.

 

Esse conceito se iniciou com 3Vs; velocidade, volume e variedade. Mas temos também os V’s de veracidade e valor. Adicionados ao longo do tempo.

 

Os V’s do Big Data 

 

O conceito de Big Data está baseado em cinco princípios e cada um deles tem influência direta no desempenho das soluções disponibilizadas no mercado.

 

Velocidade: essa é a taxa mais rápida na qual os dados são recebidos e administrados. A velocidade trata-se de um dos grandes desafios do Big data. Devido ao grande volume e variedade de informações, todo o processamento deve ser ágil para gerar as bases necessárias. Portanto é fundamental gerá-las com a maior agilidade o possível. Para que as tomadas de decisão sejam efetivas.

 

Volume: a quantidade de dados importa. Com o Big Data, a empresa irá processar grandes volumes de dados não estruturados e de baixa densidade. Aliás, podem ser de valor desconhecido, como fluxo de cliques em uma página da web, postagens em redes sociais ou um aplicativo para dispositivos móveis.

 

Variedade: quanto mais dados e fontes tiver, maior será a complexidade para trabalhar. Mas também, maiores as possibilidades para gerar informação útil. Portanto, fluxos variados de dados variados são de muita importância.

 

Veracidade: ela está ligada diretamente ao quanto uma informação é verdadeira. Para assegurar uma análise de dados capaz de atender as necessidades do negócio, é crucial que a empresa consiga trabalhar com conjuntos de dados confiáveis.

 

Valor: o último V é o de valor. A solução deve ser capaz de agregar valor a processos e tornar serviços mais competitivos. Portanto, é necessário entender muito bem o contexto e a necessidade de gerar a informação certa para as pessoas certas.

 

Qual a importância do Big data no supermercado?

 

Estamos falando nada mais nada menos sobre uma tecnologia que permite o processamento de uma quantidade enorme de informações e que faz isso com alto desempenho.

Sendo assim, o big data pode ser utilizado para obter insights importantes para a gestão do supermercado e dão a oportunidade para a tomada decisões.

As informações coletadas ajudam a entender melhor o comportamento do cliente, e até mesmo, prever possíveis crises.

Imagine uma empresa que não consiga coletar dados e transformá-los em informações? As estratégias serão falhas caso sejam feitas apenas na base do achismo.

A importância do big data para as empresas hoje pode ser impossível de ser mensurada. No entanto, toda coleta de dados é uma solução do big data.

 

Essa coleta dentro de um supermercado é crucial para determinar a causa de falhas, problemas e defeitos em tempo real.

 

No varejo, ela permite saber como trabalhar com o público. Visando até mesmo novas atitudes e movimentações dentro da empresa.

Através dessa coleta, é possível detectar comportamentos fraudulentos, antes mesmo que ele afete a empresa. 

Afinal, o valor principal do big data não se define pelos dados coletados de forma bruta. Mas sim, a capacidade de interpretação que ele possibilita.

 

Ou seja, você pode acompanhar absolutamente tudo que acontece dentro do seu supermercado.

 

As vantagens da tecnologia no Supermercado

 

O big data pode ser usado em várias rotinas dentro de um supermercado. No entanto, para que o uso seja otimizado, é necessário identificar quais são os pontos que serão impactados com a sua implementação.

Através disso, será possível direcionar de forma mais eficiente os recursos e aumentar o retorno do investimento na solução de análise de dados. 

 

Personalização de ofertas

 

Um dos principais usos do big data nos supermercados é a criação de ofertas personalizadas. Dessa forma, o varejista consegue coletar dados sobre os clientes.

 

- Ticket médio;

- Produtos mais comprados em determinadas épocas;

- Principais formas de pagamento;

- Aderência a promoções.

 

Através dessas informações, é possível elaborar ofertas pensadas especialmente para cada consumidor.

 

Otimizar os atendimentos

 

Através da coleta de dados, a empresa pode otimizar os atendimentos dentro de loja. É possível saber exatamente tudo em questão, desde o tempo médio que o cliente permanece na fila, até quais os horários de maior fluxo.

 

Com base nessas informações, o varejista pode reorganizar o PDV. Além disso, aderir soluções que ajudem a agilizar esse processo. Como caixas rápidos, pontos de autoatendimento, entre outras opções.

 

Pós-venda

 

Um dos grandes desafios no setor varejista é a fidelização dos clientes. Afinal, a concorrência é grande, e os consumidores estão a cada dia mais exigentes.

Portanto, o Big Data também será muito útil nesse processo, pois auxilia o pós-venda.

 

Mas como fazer isso?

 

Em primeiro lugar, pense que o cliente fez um cadastro para receber informações de ofertas do estabelecimento.

Toda vez que ele for à loja, os dados sobre seu padrão de compras serão atualizados. Dessa forma, a empresa poderá enviar ofertas personalizadas para ele. Seja pelo Whatsapp ou e-mail.

 

A coleta de dados possibilitou que empresas como essas criassem o seu case de sucesso. Na captação de clientes, fidelização, na coleta de informações para tomada de decisões e consequentemente, o aumento dos lucros.

 

O varejo lida com muitos dados diferentes, como:

 

- Registro de clientes;

- Fornecedores;

- Faturamento;

- Logística;

- Equipe de Vendas.

 

Adotar o Big data dentro do supermercado irá favorecer o varejista em diversos pontos. Como por exemplo, a redução de custos, o aumento das vendas, um melhor relacionamento com os cliente e um planejamento claro e eficiente.

 

O futuro do varejo está baseado em dados! Quer saber mais? Clique aqui.

QUEM VIU ESTE ARTIGO TAMBÉM VIU

Newsletter

Faça parte da Comunidade VR! Receba dicas e conteúdos sobre supermercados

CONTATO MATRIZ
19 3442-7600 | 19 3701-6520
Plantão:
19 4040-4040 | 19 3442-7600

Ver Unidades

ENDEREÇO MATRIZ
Rua Narciso Gonçalves, nº 59
Jd. Cidade Universitária
Limeira-SP | CEP 13484-646

Ver Unidades