Como criar uma estratégia de trade marketing para supermercados?

Publicado em segunda, 30 novembro -1
Como criar uma estratégia de trade marketing para supermercados?

Para ter competitividade no mercado, uma loja precisa otimizar todos os seus processos. O marketing, por exemplo, não pode se limitar a chamar a atenção dos consumidores. Como solução, o trade marketing para supermercados é um método que busca conquistar os clientes durante toda a experiência de compra!

 

Neste post, você vai entender o que é o trade marketing, a partir de suas diferenças e convergências com o marketing, como ele pode ser aplicado no varejo e suas vantagens para a gestão de um supermercado!

 

As diferenças entre marketing e trade marketing

Antes de abordarmos o trade marketing para supermercados, é necessário explicar quais são as diferenças entre este conceito e a definição de marketing, que é mais conhecida. Embora as duas vertentes estejam conectadas, elas funcionam de maneiras diferentes, com objetivos específicos a serem alcançados!

 

No contexto de um supermercado, é possível definir o marketing como a comunicação realizada fora do PDV. Ou seja, é elaborada uma estratégia para comunicar as vantagens de produtos, serviços ou marcas antes do consumidor chegar ao ponto de venda, ou para atraí-lo.

 

Portanto, uma estratégia de marketing foca em demandas que se relacionam mais com o mercado. Nesta etapa, são definidos os melhores métodos de precificação para cada produto, medidas de relacionamento com os clientes, além de realizar todo o monitoramento da percepção dos consumidores e das ações do mercado.

 

Já o trade marketing faz a comunicação para dentro do PDV. A busca é por impressionar e continuar a conquista dos clientes no ponto de venda. O foco deixa de ser na atração por meio dos produtos e marcas, e passa a ser a experiência de compra! 

 

Uma boa estratégia de trade marketing engloba ações que facilitam a vida do comprador em uma loja, seja ele uma empresa ou um consumidor comum. Dessa forma, além dos pontos de venda, os canais de venda e de distribuição precisam ser adaptados para proporcionar a melhor experiência de compra possível. 

 

Os dois conceitos devem funcionar em conjunto

Agora você já sabe que marketing e trade marketing são conceitos diferentes. Entretanto, para que uma estratégia de trade marketing tenha sucesso, é necessário executá-la de maneira integrada com o marketing. Da mesma forma, no contexto do varejo, as estratégias de marketing só terão efeito se o consumidor for conquistado no ponto de venda.

 

Vamos para a prática. Não adianta vender bem um produto, ou fazer uma excelente divulgação de uma promoção, sem uma estratégia de trade marketing correta no PDV. Ou seja, o varejista pode até ter conseguido atrair uma série de clientes para a loja, mas de nada adianta se a experiência de compra não for confortável e eficiente!

 

Como funciona o trade marketing para supermercados

Chegou o momento de entender, na prática, o funcionamento do trade marketing para supermercados. Antes de tudo, é importante ressaltar que o principal objetivo é aumentar as vendas a partir de ações que impressionem e agradem o cliente no ponto de venda, e de métodos que proporcionem uma boa experiência de compra. 

 

Uma estratégia de trade marketing deve ser realizada por um profissional especializado na área, que atua em conjunto dos fabricantes e se comunica com o setor de marketing da loja. Então, se trabalha para identificar as demandas dos clientes, a partir das características dos hábitos de seus hábitos de compra.

 

Portanto, ao conhecer, de fato, os consumidores, é possível traçar métodos para oferecer uma experiência de compra condizente com seus hábitos de consumo. Em seguida, é crucial definir metas e objetivos, em conjunto com os fornecedores, para colocar as ações em prática, e monitorá-las ao longo do processo.

 

O trade marketing para supermercados na prática

Depois de analisar as demandas dos clientes e planejar as ações de trade marketing, é preciso executá-las. O principal objetivo é despertar o interesse dos clientes no ponto de venda. Isso só acontece se as ações de categorização, precificação e planograma dos produtos forem realizadas com sucesso!

 

Preço, disponibilidade dos produtos, a forma com que eles são organizados nas gôndolas, fichas técnicas para as mercadorias. Tudo isso deve ser pensado e executado, dentro de uma estratégia, para otimizar a experiência de compra do consumidor. 

 

Para isso, é necessário seguir uma série de medidas de gestão. Promotores de venda e repositores devem ser treinados para que a estratégia de trade marketing seja bem executada. A partir disso, as ações precisam ter continuidade e regularidade, para que todas as expectativas e necessidades dos clientes sejam atendidas no PDV.

 

Os benefícios das estratégias de trade marketing para supermercados

Como já explicamos neste texto, o principal objetivo de uma estratégia de trade marketing para supermercados é alavancar as vendas. Portanto, se bem executada esta estratégia, o grande benefício de aplicá-la é vender mais. Por isso este método é tão importante para o varejo e vale o investimento em equipe, treinamentos e logística!

 

Entretanto, as vantagens do trade marketing vão além do aumento nas vendas. Ele contribui para a otimização de uma empresa varejista como um todo, a partir da integração dos setores. Para que o trade funcione bem, todos os setores precisam funcionar em conjunto, e esse tipo de ação ajuda a melhorar vários outros processos.

 

O marketing, por exemplo, como já sabemos, tem no trade marketing a continuidade e até mesmo a efetivação de suas ações. Com o funcionamento coletivo, a produtividade da equipe de marketing tende a aumentar. 

 

O mesmo acontece na relação com os fornecedores que, ao trabalharem junto da loja na construção das estratégias, passam a ter os objetivos alinhados e uma atuação mais coesa.

 

Por fim, os benefícios para o financeiro e o operacional do supermercado também são impactantes. Com o trade é possível prever, com mais precisão, os investimentos, despesas e lucros. Isso contribui para monitorar com mais eficácia os gastos da loja. O mesmo vale para o controle de saída e entrada de novos produtos no PDV!

 

Conclusão

Os consumidores têm criado, cada vez mais, novos hábitos de compra e demandado uma experiência mais ágil e prática. Portanto, conciliar a tecnologia com novos métodos de gestão do varejo é crucial para o sucesso do setor na atualidade. 

 

Quer saber mais sobre as novidades do setor supermercadista? Acompanhe o blog da VR Software

QUEM VIU ESTE ARTIGO TAMBÉM VIU

Newsletter

Faça parte da Comunidade VR! Receba dicas e conteúdos sobre supermercados

CONTATO MATRIZ
19 3442-7600 | 19 3701-6520
Plantão:
19 4040-4040 | 19 3442-7600

Ver Unidades

ENDEREÇO MATRIZ
Rua Narciso Gonçalves, nº 59
Jd. Cidade Universitária
Limeira-SP | CEP 13484-646

Ver Unidades